Blog

23 Dez / Agravamento do álcool e cannabis em Portugal – Relatório SICAD 2018

Relatório SICAD 2018, entre 2016/17 registou-se um agravamento do consumo de cannabis entre os 25-44 anos e dos consumos de risco ou dependência de álcool acima dos 44 anos sobretudo nas mulheres.

 

O Relatório Portugal em matéria de Drogas e Toxicodependência SICAD 2018 revela um preocupante aumento, dos mais elevados do quinquénio, a nível das overdoses em 29%, das intoxicações alcoólicas (45%) e dos acidentes de viação sob a influência do álcool (38%). Revela ainda o significativo aumento do consumo recente e actual de cannabis sobretudo nas mulheres entre os 25-44 anos e de bebidas alcoólicas acima dos 44 anos, e do consumo binge e da embriaguez nos jovens de 18 anos.

 

Em contraste com a evolução positiva entre 2013-2016, o final do ciclo 2016-17 registou o não cumprimento das metas relacionadas com os consumos de drogas e álcool na população entre os 15-74 anos em Portugal. Além disso, 0,8% da população de 15-74 anos apresenta sintomas de sintoma do consumos de cannabis e de 1,4% entre os 15-34 anos. Por fim, em 2018, estiveram em tratamento 25.582 utentes, em que dos 3.461 que iniciaram tratamento no ano 1.603 eram readmitidos e 1.858 novos utentes.

 

Agravamento da situação desde 2016

 

Exceptuando a diminuição do consumo de droga injectada e das infecções por VIH e SIDA associadas à toxicodependência e da criminalidade registada com o álcool, registou-se:

> Aumento do consumo recente e actual de cannabis e de bebidas alcoólicas, e do consumo de binge e da embriaguez nos jovens de 18 anos.

> Acréscimo de sinalizações comunicadas às CPCJ de exposição a comportamentos relacionados com o consumo de álcool de crianças/jovens, afectando o seu bem-estar e desenvolvimento.

> Aumento de readmitidos em tratamento por drogas e álcool.

> Acréscimo de internamentos hospitalares devidos ao consumo de álcool.

>Aumento da mortalidade a nível das overdoses, das intoxicações alcoólicas e dos acidentes de viação sob a influência de álcool.

 

Do lado da oferta, verifica-se um aumento da circulação de drogas no mercado nacional com o crescente uso da internet na comercialização de diversas substâncias psicoactivas. Assim como do aumento das quantidades disponíveis de bebidas alcoólicas para consumo.

 

Regista-se, ainda, o aumento do grau de pureza de algumas drogas, a persistência de diagnósticos tardios do VIH+ nos casos relacionados com a toxicodependência e a violência relacionada com consumo de álcool ou tráfico ilícito e humano. Com o efeito, torna-se evidente a necessidade de inflexão destas tendências negativas e nefastas para indivíduos, famílias (violência de género e doméstica), comunidades (distúrbios urbanos, sinistralidade rodoviária) e sociedade em geral (aumento da despesas de saúde e social pública a médio e longo prazo). Em suma, através de respostas céleres e intervenções prioritárias (prevenção e redução de riscos e minimização de danos) com impacto positivo nos ganhos de saúde.

CTQL Dianova investe na melhoria da Qualidade contínua em benefício dos Utentes

Como uma das unidades convencionadas pelo SICAD, a Comunidade Terapêutica (CT) Quinta das Lapas, certificada em Gestão da Qualidade ISO 9001:2015, disponibiliza programas de tratamento a nível de drogas e de álcool. Em síntese, em 2018, atendeu 86 pessoas, 71 do sexo masculino e 15 feminino, 78% de nacionalidade portuguesa e 22% originários de outros países. As substâncias que motivaram o tratamento foram o álcool (35%), heroína (24%) e cocaína (23%). A idade média foi de 41 anos.

 

Por fim, 80% dos utentes permaneceram em tratamento pelo menos 3 meses e 62% dos utentes 6 meses ou mais. Com o efeito, o tempo de abstinência, aliado ao investimento em processo evolutivo, é um dos factores de sucesso na intervenção em patologias aditivas. A taxa de retenção a 3 meses é, assim, uma mais-valia para os nossos beneficiários e uma demonstração da eficácia do serviço prestado.

 

Para mais informações contacte-nos pelo 261 312 300 ou e-mail tratamento@dianova.pt .

Ler+ Relatório Anual 2018 Situação do País em Matéria de Drogas e Toxicodependência SICAD e de Álcool.

By Dianova in Sem categoria