Tratamento da toxicodependência no Sul da Europa | Dianova

loading icon

15 Mar / “Europa do Sul: Dar Respostas em Tempos de Crise”

tratamento das dependências

A Dianova organizará um evento paralelo à 59ª Sessão da Comissão de Narcóticos das Nações Unidas (CND59)

“Europa do Sul: Dar Respostas em Tempos de Crise”

OS PAÍSES DA EUROPA DO SUL ALOCARAM MAIS DE UM QUARTO (25-30%) DO SEU PIB À DESPESA PÚBLICA SOCIAL (OCDE, 2014)

 

PENSÕES E SAÚDE SÃO AS ÁREAS DE MAIOR DESPESA SOCIAL

 

Lisboa, 15 Março 2016: A 59ª Sessão da Comissão de Narcóticos, órgão central da Agência das Nações Unidas para Drogas e Crime (UNODC), terá lugar em Viena, entre 14 e 22 de Março. Os primeiros três dias são dedicados à preparação da Sessão Especial da Assembleia Geral das Nações Unidas UNGASS sobre o problema mundial das drogas, a realizar em Abril.

Em 2016, o risco de pobreza e de exclusão social na UE afecta 1 em cada 4 pessoas (122 milhões de pessoas). Além disso, a proporção de pessoas em risco de pobreza é 23,8% maior do que era em 2008:

– Grécia subiu de 28% para 36%;

– Espanha de 24,5% para 29,2%;

– Itália de 25,3% para 28,1%;

– Portugal de 26% para 27%;

A Europa enfrenta a pior crise da sua história recente; especificamente nestes países, as pensões, benefícios sociais e despesas com a saúde representam grande parte da despesa pública. No entanto, devido às políticas de austeridade, a despesa de saúde per capita foi reduzida entre 2009 e 2013:

– 7,2% na Grécia;

– 3,3% em Portugal;

– 1,6% em Espanha e em Itália;

Neste âmbito, a Dianova apela a uma maior solidariedade e à preservação da qualidade e pluralidade de abordagens no tratamento de dependências. Para assim se equilibrar as consequências negativas das dependências e o seu peso a longo-prazo na despesa pública com a saúde.

Um número sem precedente de eventos paralelos terá lugar durante a CND59. Serão abordados assuntos complexos como o tráfico de drogas, o branqueamento de capitais, a sustentabilidade e os múltiplos problemas sociais que os Estados-Membro e as Organizações da Sociedade Civil enfrentam. 

O Evento Paralelo Dianova “Tratamento de Drogas no Sul da Europa”

Dianova International organiza o evento paralelo “Tratamento de Drogas no Sul da Europa: Dar Respostas em Tempos de Crise”, a 17 de Março, 9h00, na Sala de Conferências M0E79. A sessão será moderada por Gilberto Gerra, Director do Departamento da Prevenção das Drogas e Saúde da UNODC, e contará com três oradores: Elena Goti (Dianova International), Phaedon Kaloterakis (Kethea, Grécia) e Oriol Esculies (Proyecto Hombre, Espanha).

O evento paralelo da Dianova pretende chamar a atenção dos representantes dos Estados-Membro para o contexto em rápida mudança em que as ONG têm de actuar, com o objectivo de implementar políticas mais equitativas.

“Pelo quinto ano consecutivo, a Dianova conduzirá um evento paralelo durante a sessão anual da Comissão de Narcóticos em Viena. Ao contrário de anos anteriores, em que enfatizámos boas práticas na prevenção e tratamento de dependências, o evento deste ano focar-se-á nas consequências sociais da crise e o impacto dos cortes orçamentais orientados por objectivos de austeridade nos programas de tratamento de dependências no Sul da Europa.

Todos os dias organizações como a nossa empenham-se em prestar serviços de qualidade a grupos vulneráveis apesar dos cada vez menores recursos. Com organizações do Terceiro Sector que partilham esta posição, orgulhamos-nos do nosso envolvimento assim como de dar à Sociedade Civil uma voz mais forte em fóruns internacionais”, afirma Montse Rafel, Directora Executiva da Dianova International. 


Sobre a Dianova International

 

A Dianova é uma ONG internacional composta por fundações e associações do Terceiro Sector actuando em 3 continentes. Contribui para o desenvolvimento de comunidades e organizações através de diferentes programas e intervenções nas áreas sociais e humanitárias.

Afiliações

Estatuto Consultivo Especial junto do Conselho Económico e Social das Nações Unidas (ECOSOC/UN); Organização da Sociedade Civil registada na Organização dos Estados Americanos (OEA); Parceiro Oficial da UNESCO; Membro da Vienna NGO Committee on Narcotic Drugs (VNGOC); Membro do Fórum Europeu da Sociedade Civil para as Drogas (CSF) da Comissão Europeia.